quarta-feira, 22 de julho de 2015

Todos temos segredos guardados nos recantos mais secretos de nós que nós mesmos não conhecemos.
Frustrações e mágoas, sonhos e desejos que não temos coragem de dizer em voz alta nem pra nós mesmos.
O autoconhecimento é ainda mais complexo e difícil do que analisar superficialmente os outros.
Mas tudo isso se reflete na nossa essência. Nosso modo de pensar, agir e tratar os outros. Isso e apenas isso conseguimos revelar aos outros e cabe a cada um perceber o que o outro quer mostrar. Mas algumas pessoas conseguem enxergar além do que o outro mostra.
Isso se chama conexão, empatia eu acho.
O mistério de cada um é tão mágico e instigante mas de nada adianta conhecer se não for para crescimento mútuo, realizações e prazeres mútuos.
A ligação das almas em nome de algo maior, mais excelente, que nada tem à ver com material, prazer carnal, não tem à ver com descobrir o outro no seu limite e mais nada.
É ir além de forma que poucos conseguem, não é difícil mas nem todos querem pq não é prazer momentâneo e sim prazer infinito, pra sempre.
É exalar um perfume que não se compra, é ouvir a música que ninguém compôs, é falar sobre coisas que os outros não entendem mas, que faz todo sentido.
Talvez essa seja uma definição bem superficial do que significa pra mim amizade, amor, atração...
Coisas singulares que conectam pessoas singulares.
Eu sei que muitos não me entendem, eu gosto de ser assim, estranha...
Mas os que encontro em meu caminho e ficam é pq conseguiram descobrir um pouquinho do meu segredo, a minha essência, o que eu realmente sou e o que eu procuro.
E gostaram do que descobriram.

Débora Garcia