quarta-feira, 22 de julho de 2015

As palavras tão belas de um poeta
Todos querem saber escrever
Mas o que ninguém sabe
É que o poeta as escreve
Com sangue e lágrimas
Débora Garcia